[ESTENDER + 500] Assimetria facial: o que fazer para reduzi-la?

7 minutos para ler

Conhecida como um desequilíbrio entre as estruturas esqueléticas da face, a assimetria facial é uma característica humana comum, pois é rara a condição perfeita de simetria. Entretanto, ela se torna relevante quando existe uma desarmonia perceptível e que incomoda o próprio paciente.

Identificado o problema, seja a etiologia genética, patológica ou traumática, deve-se informar sobre limitações e buscar o tratamento com foco na saúde e na estética. Por isso, neste post, abordaremos a assimetria facial no que diz respeito ao diagnóstico e às alternativas de como reduzi-la. Continue a leitura e saiba mais sobre o assunto!

Por que algumas pessoas têm assimetria facial

Em grande parte dos casos, a assimetria facial é hereditária. Contudo, quando a característica não é herança de família, ela é desenvolvida por causa de alguns hábitos. As principais causas da desproporção no rosto é o hábito de dormir e mastigar do mesmo lado, pois isso estimula apenas um lado mais que o outro.

Alguns problemas respiratórios como desvio de septo, sinusite e bronquite, que mantém a boca aberta por longos períodos, também contribuem com a assimetria facial. Problemas de saúde bucal, musculares ou no esqueleto da face, além de doenças congênitas e traumas são outros fatores que contribuem com o quadro.

Importância do diagnóstico

O diagnóstico é baseado em exame clínico e radiológico que pretendem avaliar a magnitude da assimetria, bem como diferenciar problemas de ordem dentária ou esquelética. A partir dessa avaliação, os profissionais, pois envolve atendimentos interdisciplinares, serão capazes de definir o tipo de tratamento indicado.

O diagnóstico inicial se baseia na investigação clínica, que abrange o conhecimento da história pregressa do paciente, como antecedentes familiares, traumatismos, infecções e dores articulares. A avaliação da posição da linha média é importante para o planejamento de obtenção da melhor aparência estética. Deve ser considerada se são coincidentes com a linha média facial, pois contribui para a harmonia do posicionamento dentário e para a simetria da face.

Exames complementares, como a radiografia panorâmica, a radiografia póstero anterior de crânio e de mandíbula, a tomografia computadorizada e a telerradiografia de perfil, são fundamentais para o diagnóstico definitivo.

Formas de tratamento

As formas de tratamento são baseadas na idade do paciente, a área afetada e a etiologia. A correção da assimetria facial pode envolver uma combinação de tratamentos dentários, tecido esquelético e macio, os dentes, os ossos faciais ou os músculos. No entanto, o principal contribuidor para a assimetria dentofacial é a mandíbula.

Entre os métodos de tratamento podemos citar:

Uso de aparelhos ortodônticos

A utilização de aparelhos ortodônticos é uma das técnicas mais utilizadas e, quando indicada, vai corrigir assimetrias dentoalveolares, mas se combinada com a cirurgia ortognática, tem seu limite de indicações ampliada. Para aquele que precisa de tratamento ortodôntico, mas rejeita o uso do aparelho fixo, indicamos o sistema Invisalign®.

Prática da estética facial

Técnica realizada por fonoaudiólogo, que consiste na execução de movimentos e exercícios que auxiliam no melhoramento da musculatura da face. Quando indicada, diminui as linhas de expressão e trazem maior equilíbrio para as funções orofaciais.

Intervenção cirúrgica

Intervenções cirúrgicas são altamente indicadas, sobretudo em casos mais acentuados e nos quais o paciente apresenta problemas de saúde devido à assimetria do rosto. Podem ser realizadas cirurgias ortognáticas na mandíbula, ou maxila, ou as plásticas em diferentes áreas do rosto, como no nariz — chamada de rinoplastia —, mandíbula, pálpebras, entre outras. O que muitos ainda não sabem é que toda cirurgia precisa da Ortodontia como acompanhamento para preparar dentes conforme planejamento interdiciplinar. E, novamente, para quem precisa de tratamento ortodôntico, mas rejeita o uso do aparelho fixo, indicamos o sistema Invisalign®.

Botox ou outras marcas de toxina botulínica

A substância atua na musculatura, impedindo que ela se contraia, diminuindo o tamanho e deixando o rosto mais simétrico e delicado. Esse procedimento também é muito utilizado para aliviar os sintomas causados pelo bruxismo como dores na coluna cervical, dores na face e fraturas dentárias. O botox odontológico também é indicado para corrigir o sorriso gengival e outros tipos de assimetria.

Preenchedores faciais

O preenchimento facial com ácido hialurônico é uma excelente alternativa para quem deseja ter um rosto mais simétrico. O produto injetado dá volume, deixando a face mais harmônica. O ácido hialurônico é produzido naturalmente em nosso corpo, por isso, não há risco de rejeição, mesmo que o produto aplicado seja sintético.

Quiz InvisalignPowered by Rock Convert

Isso porque ele é muito similar ao ácido produzido pelo nosso organismo. O preenchimento proporciona excelentes resultados, mas não é definitivo. Após um período entre 9 meses e 1 ano, o paciente deve fazer uma nova aplicação.

Acompanhamento de fonoaudiólogo

Para quem não quer se submeter a um tratamento corretivo, o acompanhamento com o fonoaudiólogo é a melhor opção. O tratamento consiste na prática de uma série de exercícios que ajudam a suavizar marcas de expressão e ainda harmonizam as proporções da face. Dependendo do caso, o acompanhamento com o fonoaudiólogo é uma terapia complementar ao tratamento para diminuir a assimetria facial.

Consequências de não corrigir a assimetria facial

A assimetria facial nem sempre causa danos à saúde bucal do paciente, mas em alguns casos, a pessoa pode sofrer com incômodos como dor miofacial, enxaqueca e fibromialgia. Entretanto, não é só isso: o problema também afeta a autoestima do paciente. Isso porque o indivíduo pode sofrer com problemas de autoaceitação, principalmente quando a assimetria é muito visível.

Então, o paciente pode desenvolver problemas de saúde mental como depressão, um quadro grave que leva às pessoas ao isolamento e ao suicídio. Para as mulheres, as consequências negativas são mais comuns, pois elas se preocupam bem mais com a aparência que os homens.

Além disso, nossa sociedade atual valoriza muito a estética e pessoas que estão fora do padrão podem se sentir rejeitadas. Então, se você tem assimetria facial e essa característica incomoda, não hesite em procurar um bom profissional para indicar a melhor opção de tratamento.

Importância de um bom profissional

Saber qual o profissional habilitado em determinada patologia é importante para começar qualquer tratamento. Nesse sentido, para correção de assimetrias faciais, o ideal é procurar bons profissionais que, por meio de exame clínico e de imagem, vai explicar o seu diagnóstico e já encaminha o paciente para os outros profissionais envolvidos.

Nota-se, portanto, que se trata de um tratamento multidisciplinar que pode envolver a cirurgião plástico, o cirurgião buco-maxilo-facial, o fonoaudiólogo e o ortodontista. Dessa forma, o conhecimento da disfunção principal e os exames diagnósticos bem realizados são importantes na decisão do melhor tratamento e no sucesso do resultado.

Por isso, o melhor profissional para realizar o tratamento para assimetria facial é o cirurgião-dentista, pois ele tem total conhecimento da face humana. Então, ele é perfeitamente capaz de corrigir o problema, oferecendo excelentes resultados e melhorando a autoestima e a qualidade de vida do paciente.

Na Condé Invisalign Doctor você encontra profissionais altamente qualificados e capacitados para realizar os mais variados tipos de intervenção para casos de assimetria facial. Temos uma equipe multidisciplinar pronta para oferecer o melhor atendimento e procedimentos com a total segurança.

Agora que você está mais inteirado sobre os melhores tratamentos para assimetria facial, ficou claro que não precisa sofrer com esse problema. Por isso, acesse nosso site e encontre o melhor tratamento!

Odonto Condé / Condé Invisalign 

Doctor CROGO/EPAO 1587, RTCD 

Dr. Alberto dos R Condé Jr 

CROGO6411

Posts relacionados

Deixe um comentário

× Gostaria de agendar uma consulta?