Câncer bucal e afta: entenda as principais diferenças!

3 minutos para ler

Muitas vezes, surge em nossa boca uma feridinha branca ou amarelada e bastante incômoda. Ela é conhecida como afta e pode atingir cerca de 20% da população, segundo a Sociedade Brasileira de Estomatologia. Normalmente, as aftas persistem por alguns dias e se curam sem deixar cicatrizes. Porém, em alguns casos, essas lesões na mucosa podem ser sinais de doenças mais graves, como o diabetes e o câncer bucal.

Neste post, vamos te ensinar a identificar esses sinais e o que fazer para evitar que essas feridas ocorram. Acompanhe:

O que é a afta?

As aftas são úlceras brancas ou amareladas na mucosa bucal, rodeadas por uma região vermelha, e costumam ser bastante dolorosas. Geralmente aparecem devido:

  • traumas na cavidade oral, como mordidas, principalmente nos pacientes com mordida torta, sem o correto alinhamento
  • à baixa imunidade (relacionada ou não a alguma doença específica, como a aids ou o diabetes);
  • ao uso de algum medicamento;
  • ao estresse;
  • às mudanças hormonais;
  • às alergias;
  • às infecções bacterianas;
  • entre outros fatores.

Os principais sintomas das aftas são dor, aparecimento de lesões na língua, nas gengivas ou na parte interna das bochechas e, frequentemente, sangramento e perda temporária do paladar.

De forma geral, as lesões se curam sozinhas após alguns dias. No entanto, em casos mais persistentes, o cirurgião-dentista pode indicar as pomadas anestésicas ou outras.

Quando as feridas podem ser sinal de câncer bucal?

O câncer bucal é um tumor malígno que pode afetar lábios, dentro da boca, próximo às amígdalas e às glândulas salivares ou na garganta. Essa doença pode ser fatal e, como em outros tipos de câncer, o diagnóstico precoce é fundamental. O tratamento pode exigir intervenção cirúrgica, quimioterapia ou radioterapia.

Embora a causas sejam desconhecidas, os fatores de risco mais conhecidos são o consumo de tabaco, má higiene bucal e estilo de alimentação e vida incompatíveis com a saúde.

Quiz Invisalign

Os sinais e sintomas geralmente são caroços na parte interna da boca, perda de sensibilidade ou dormência, dor sem razão aparente, dificuldade para engolir e surgimento de lesões brancas ou vermelhas na mucosa — que, diferentemente das aftas, podem até ser indolores.

Como evitar o surgimento do câncer bucal?

A melhor forma de evitar o câncer bucal é se safar dos fatores de risco, como tabaco, má higiene, má alimentação e falta de atividade física. A manutenção da higiene bucal e a identificação precoce dos sinais e sintomas também são fundamentais.

Caso seja necessário, procure profissionais que farão exames e fornecerão um diagnóstico mais preciso.

De que forma eu posso manter a saúde bucal?

Você pode manter a saúde bucal com a escovação diária após as refeições, com o não consumo de fumo, como dar preferência por chicletes sem açúcar e estimular o consumo de água para evitar o ressecamento da mucosa.

Esteja sempre atento aos sinais de aftas na boca e a sua duração. Se as lesões persistirem por mais de 14 dias, procure seu dentista para que uma avaliação seja feita e seja descartada a hipótese de câncer bucal.

Gostou deste texto? Então deixe seu n. no nosso Whatsapp profissional (62) 984008882 para se manter sempre por dentro de novidades da saúde bucal.

Att, CD Dr. Alberto dos R Condé Jr. crogo6411

Posts relacionados

Deixe um comentário

× Gostaria de agendar uma consulta?