Como evitar e tratar a perda óssea dentária? Saiba aqui!

4 minutos para ler

Você sabia que a falta de cuidados com a higienização bucal pode ocasionar a perda óssea dentária? Isso mesmo, apesar de escondido pelo tecido gengival, o osso alveolar — que protege a raiz dos dentes — pode ser afetado por bactérias.

É um problema que acomete mais os idosos, por conta do desgaste ósseo característico da idade avançada. Porém, pessoas mais jovens precisam ficar atentas à limpeza bucal regular e adequada para evitar essa situação.

Neste artigo, vamos explicar o que é a perda óssea dentária, quais os sinais que ela dá, os tratamentos que a Odontologia oferece e como se prevenir do problema. Acompanhe!

O que é perda óssea dentária?

Para entender esse quadro, é importante conhecer as estruturas da cavidade oral: o dente é dividido em coroa (a parte branca que você vê) e raiz (menor, de coloração amarelada e que fica protegida pelo tecido ósseo alveolar e pela gengiva).

O tecido ósseo alveolar, portanto, garante a sustentação do dente e sua resistência na hora da mastigação. A perda óssea dentária ocorre quando esse suporte ósseo diminui, situação grave que pode trazer sérios prejuízos, como a perda do dente.

Quais as principais causas?

Algumas doenças, como osteoporose e diabetes, podem ser fatores de risco para o problema, bem como a idade avançada.

Entretanto, a perda óssea dentária é decorrente da higienização oral incompleta. Quando os restos de alimentos não são eliminados, há a proliferação de bactérias que vão provocar a cárie e inflamação das gengivas (gengivite).

Quando a gengivite avança, atinge a estrutura de sustentação do dente (periodonto) — o que provoca a periodontite, um quadro mais sério que pode resultar na perda óssea dentária.

O problema é que, muitas vezes, o paciente não sente dor e não procura o dentista rapidamente, somente quando a doença está mais avançada, comprometendo o suporte ósseo.

Dentes desalinhados

Outra causa para a perda óssea dentária é o desalinhamento dos dentes: na arcada com dentes tortos fica mais fácil o acúmulo de alimentos, o que dificulta a limpeza, situação que pode provocar cáries e inflamações.

Quais as consequências desse quadro?

Nessa situação, a gengiva se retrai, o que dá a sensação de dentes mais alongados. O paciente também tem sangramento gengival, hipersensibilidade — porque as raízes ficam expostas — e mau hálito. Além disso, o risco de cáries é maior.

Quiz Invisalign

Como essa perda compromete o equilíbrio de forças da estrutura dental, os dentes podem se movimentar, trazendo problemas para a estética, mastigação e até fala.

Por fim, quando a perda óssea não é tratada, o paciente pode perder o dente.

Quais são os tratamentos para o problema?

O tratamento odontológico varia de acordo com a severidade da perda óssea. Para casos mais brandos, o dentista realiza a descontaminação da região afetada e verifica se está tudo em ordem com o exame clínico e raio-X.

Em situações mais complexas, é necessário fazer a reconstrução óssea por meio de uma cirurgia — o dentista faz a limpeza da raiz do dente e coloca um material biocompatível que consegue formar um novo osso e os ligamentos da região periodontal.

Como prevenir a perda óssea dentária?

Não tem segredo: é importante realizar a escovação completa sempre após as refeições e antes de dormir. É preciso ter certeza de que todos os resíduos de alimentos foram retirados. Por isso, o uso do fio dental é um grande aliado. E ir até o dentista para checar se está sendo feito corretamente é fundamental pois, muitas vezes o paciente “acha” que está fazendo o certo mas, está apenas limpando parcialmente os dentes e permitindo a evolução da doença.

Para evitar o desgaste dos dentes e danos à gengiva, utilize uma escova com cerdas macias e faça movimentos suaves.

Além disso, é essencial visitar o dentista regularmente para fazer a prevenção e manter o sorriso sempre saudável. E, se você tiver dentes desalinhados, não perca tempo e faça o tratamento ortodôntico.

É preciso ficar atento à cavidade bucal em geral porque um problema sério como a perda óssea dentária pode ficar escondido e provocar consequências sérias para sua saúde. A dica é ser extremamente disciplinado com a higienização bucal e visitar o dentista regularmente!

Achou nosso artigo esclarecedor? Compartilhe este conteúdo com seus amigos para que eles também cuidem da saúde bucal!

Att.,

CD Dr. Alberto dos R. Condé Jr.

CRO-GO 6.411 

Posts relacionados

3 comentários em “Como evitar e tratar a perda óssea dentária? Saiba aqui!

  1. Ola sou Simone tenho 40 anos d idade sou diabética a 14 anos; fiquei um tmpo com aparelho nos dentes não tive uma boa manutenção…hj perdi toda minha qualidade de vida pois no ultimo raio x consta perca óssea dos meus dentes .minha dentista (convenio) não m deu a minima ideia ou esperança…por favor m ajudem …

  2. Fui ao dentista ontem e depois de tirar o rao x foi constatado que tenho perda ossea, a doutora me afirmou que não há cura pra doença, disse que pode ser tratada apenas.
    Pelo que li aqui existe medicamento que ajuda na formação de um novo osso.
    Agora fiquei confuso

    1. Tratamento periodontal é o primeiro passo. Entre em contato para saber mais no 62 984008882

Deixe um comentário

× Gostaria de agendar uma consulta?