Como o açúcar afeta a saúde bucal?

5 minutos para ler

Os açúcares são encontrados nos mais diversos alimentos e são nutrientes fundamentais para o bom funcionamento do nosso organismo. Porém, o tipo de açúcar industrializado é a maior causa de diversos malefícios para a saúde geral e também para a saúde bucal.

Pensando nisso, montamos este artigo para explicar um pouco mais sobre a relação perigosa entre o consumo de açúcar industrializado e a cavidade oral e como minimizar seus potencial destrutivo sobre os dentes. Acompanhe!

Qual a relação entre o açúcar e a saúde bucal?

Quando ingeridos com uma alta frequência, os açúcares industrializados, isto é, aqueles extraídos e manipulados pelo homem, podem causar diversos problemas para a saúde bucal. Dentre eles, o principal é a cárie.

Quem consome muitos alimentos ricos nesse tipo de açúcar, mesmo fazendo a higienização bucal de forma correta, acaba por alimentar as bactérias causadoras da cárie dentária. Isto ocorre porque as bactérias presentes na boca se alimentam desse açúcar que fica grudado nos dentes, e produzem ácidos que corroem toda a estrutura mineral deles.

Quais os tipos de açúcares que fazem mal aos dentes?

Três são os açúcares que mais fazem mal aos dentes e, apesar de necessários, é preciso parcimônia em sua ingestão.

Glicose

A glicose se enquadra nos açúcares simples e é transportada pela corrente sanguínea ao longo de todo o corpo com o intuito de gerar energia. Porém, o açúcar natural, aquele presente nas frutas, arroz, batata e na mandioca não aumentam ao índice de cárie.

Sacarose

Esse é o popular “açúcar do cafezinho”, isso mesmo, o refinado. E é um dos mais prejudiciais, pois possui alta adesividade ao esmalte dental e favorece a proliferação das bactérias. Cana-de-açúcar, mel e os demais industrializados são extremamente prejudiciais se ingeridos mais de 3 vezes ao dia mas, os açúcares da beterraba e algumas plantas e frutas são inofensivos. Óbvio que, se for um “doce” da fruta, o nível de cariogenicidade é altíssimo..

Frutose

Como o próprio nome diz, esse tipo de açúcar está altamente presente nas frutas e é inofensivo, mas, quando industrializado e adicionado aos alimentos pode levar a grandes problemas.

Quiz Invisalign

Como limitar os efeitos da ingestão de açúcar industrializado?

Algumas atitudes simples podem minimizar os efeitos desse alimento. Dessa maneira, torná-las um hábito é de grande importância. Abaixo listamos algumas delas:

Otimizar a remineralização dental

As cáries não aparecem de uma hora para outra, há um processo de desmineralização constante para que elas se instalem. Assim, otimizar a remineralização do dente é uma maneira de reverter o quadro. Beba bastante água, tenha uma boa higienização oral, use o fio dental diariamente e converse com seu dentista sobre a aplicação de flúor.

Evitar alimentos onde o açúcar está listado como um dos cinco primeiros ingredientes

Os ingredientes listados na embalagem dos alimentos são colocados em ordem de maior quantidade para menor quantidade. Por isso, se o açúcar está listado nos cinco primeiros, tente evitá-lo. Muitas comidas processadas apresentam grandes quantidades do nutriente e são um prato cheio para as bactérias presentes na cavidade bucal.

Limitar a frequência de ingestão

Comer um docinho aqui e ali é importante, porém é imprescindível limitar a frequência. Ingerir alimentos açucarados ao longo do dia é muito pior do que ingeri-los de uma só vez em um único momento. Escolha uma hora específica para comê-los e faça a higienização correta logo após o consumo. Em outras palavras, limite a frequência em, no máximo, 3 vezes ao dia.

Seguir uma dieta balanceada

Uma dieta balanceada tem tudo o que você precisa para manter seu corpo funcionando de maneira saudável. Portanto, converse com seu nutricionista e tenha um projeto alimentar que contemple todos os nutrientes necessários (incluindo os açúcares) nas quantidades e frequências corretas.

Ter uma boa higienização bucal

Essa é de longe uma das principais formas de minimizar os efeitos dos açúcares. Usar o fio dental corretamente e escovar os dentes, língua, região interna dos lábios, bochechas e também o céu da boca com uma escova de cerdas macias, utilizando creme dental fluoretado é a principal maneira de evitar o aparecimento de cáries. Lembrando que a inflamação na gengiva ou doença periodontal nada tem a ver com açúcar, logo, é imprescindível a higiene bucal adequada e o retorno periódico ao seu dentista.

Esperamos que este artigo tenha mostrado a importância de se manter a saúde bucal em relação ao consumo de açúcares. Lembre-se de consultar seu dentista regularmente e de adotar hábitos cada vez mais saudáveis.

Quer ficar atualizado sobre mais conteúdos como este? Então assine nossa newsletter e receba nossas atualizações!

Posts relacionados

Deixe um comentário

× Gostaria de agendar uma consulta?