Confira os principais mitos sobre o bruxismo e acabe com suas dúvidas!

4 minutos para ler

Você já deve ter ouvido falar sobre o bruxismo, não é verdade? É aquela doença caracterizada pelo hábito inconsciente de comprimir e ranger os dentes, causando dores intensas na cabeça, mandíbula e por toda a face.

Essa parte talvez você já soubesse, afinal, ultimamente tem se falado muito sobre o bruxismo. Porém, ao mesmo tempo em que a informação se espalha, surgem mitos. É sobre isso que vamos falar hoje: os principais mitos sobre o bruxismo. Confira!

O bruxismo só acontece durante o sono

A ideia mais comum sobre o bruxismo é a de que a doença acontece apenas durante o sono, mas isso não é verdade. O bruxismo também pode se apresentar durante o dia. Sendo assim, há dois tipos de modalidades da doença: uma que acontece durante o sono e outra que ocorre em vigília.

O bruxismo que ocorre quando estamos acordados, também chamado de briquismo ou apertamento, também é caracterizado pelo hábito de comprimir os dentes mas, é consciente. A sua origem também é semelhante uma vez que esse tipo da doença é principalmente causado por distúrbios emocionais, como a ansiedade e o estresse.

Ansiedade e o estresse são as únicas causas do bruxismo

Apesar de esses distúrbios emocionais estarem frequentemente ligados a doença, esse é mais um dos mitos sobre o bruxismo, já que muitos outros quadros também podem ser causadores dessa disfunção.

Problemas físicos bucais, como o alinhamento anormal dos dentes, por exemplo, podem causar o bruxismo do sono, por não permitirem o fechamento correto da boca. Desse modo, a parte superior e inferior não se encaixam direito, deixando a mandíbula em uma busca interminável por uma posição confortável.

Outros problemas, como o refluxo gastroesofágico ou até o uso de alguns tipos de remédio (especialmente os antidepressivos), também podem ser causadores da doença.

Quiz Invisalign

O bruxismo causa dor de ouvido

Muitas vezes, a dor que o bruxismo causa no paciente pode ser confundida com uma dor de ouvido. É que, como o canal auditivo fica próximo às mandíbulas, quando o paciente sente um desconforto naquela região, pode acabar relacionando a dor ao ouvido, mesmo que não seja o caso. 

Por isso, o mais importante é consultar um médico assim que notar qualquer incômodo na região.

Existe cura para o bruxismo

Dizer que existe uma cura para o bruxismo pode parecer um pouco controverso, uma vez que isso vai depender do que está causando o distúrbio. De todo modo, não há uma garantia de que a doença não possa retornar, mesmo depois de um tratamento. 

Por isso, não se diz que há uma cura, mas sim tratamentos para eliminar as dores e crises. Confira alguns desses tratamentos, relacionadas às suas causas:

Ajuste da mordida

Quando o bruxismo está relacionado ao encaixe anormal dos dentes, isso pode ser tratado realinhando as arcadas dentárias. Sendo assim, o uso de aparelhos ortodônticos é um tipo de tratamento que pode ser utilizado.

Relaxamento emocional

Como o bruxismo está intimamente ligado a distúrbios emocionais, tratá-los também trarão uma melhora no quadro da doença. Sendo assim, pode ser importante realizar consultas com um terapeuta ou um psicólogo.

Qualidade do sono

Ter uma boa noite de sono também vai auxiliar bastante. Logo, evite utilizar aparelhos eletrônicos na cama e atividades agitadas logo antes de dormir para garantir uma noite mais tranquila.

Gostou de desvendar os principais mitos sobre o bruxismo? Então assine a nossa newsletter para receber nossos próximos conteúdos no seu e-mail! Quem sabe não há mais mitos da saúde bucal para serem desvendados?

Posts relacionados

Deixe um comentário

× Gostaria de agendar uma consulta?