Conheça as 5 principais causas das aftas

4 minutos para ler

Quem já teve afta sabe o incômodo que essa feridinha pode causar no dia a dia. Com ela, até as tarefas mais simples ficam complicadas. Comer, bocejar, beijar e até falar podem se tornar dolorosos. O lado positivo é que esse mal não costuma durar muito. Na maioria das vezes, cura-se em até uma semana.

Se a rapidez da cura é quase uma certeza, a causa das aftas nem sempre. Existem vários motivos possíveis para o seu surgimento. É importante que você fique atento, pois se o quadro for recorrente pode indicar algo mais sério.

Confira agora quais são as principais causas das aftas!

1. Uso de aparelhos dentários FIXOS

O uso de aparelhos fixos é um potencial causador de aftas devido aos traumas que pode causar na mucosa bucal. Não é incomum que sobre uma ponta da banda ou que algum bracket saia da posição e comece a friccionar o seu lábio ou bochecha, o que pode resultar em uma afta.

No início do tratamento, essa realidade costuma ser mais comum. Com o tempo, a boca fica menos sensível a tais contatos. Porém, o melhor a se fazer é visitar o dentista sempre que sentir incômodos, para que ele possa ajustar melhor o aparelho. Além disso, você também pode utilizar a cera ortodôntica para suavizar a área de contato do metal com a boca.

Mas, se você precisa usar aparelho mas, não quer abrir mão de um aparelho praticamente invisível, confortável e removível, saiba mais sobre o aparelho invisível Invisalign.

2. Baixa imunidade

Quando as defesas do organismo estão baixas, as aftas costumam ser mais comuns. As causas da baixa imunidade são muito variadas. Pode acontecer como reflexo de algumas doenças, como desnutrição, câncer e anemia; transtornos psicológicos, como crises de estresse e ansiedade; além do uso prolongado de certos tipos de medicamentos.

3. Alterações hormonais

As alterações hormonais também podem desencadear o aparecimento de aftas na boca. Por isso, as mulheres costumam ser mais afetadas por esse incômodo, sobretudo no período menstrual, que é quando a variação hormonal aumenta.

Quiz Invisalign

4. Trauma local

Sabe quando você dá aquela mordida na bochecha? Além de doloroso no momento, isso ainda pode se tornar uma afta depois. Portanto, veja com seu dentista se tem ou não uma mordida torta e, se tiver, faça a correção dela o quanto antes. Só ter atenção ao mastigar não adianta. Não faça isso distraído ou com muita velocidade. Assim, você evita esses pequenos acidentes.

5. Alimentação desbalanceada

A deficiência de zinco, ferro e vitamina B12 no organismo favorece o desenvolvimento de aftas, pois dificulta o processo de cicatrização do corpo. Além disso, uma alimentação rica em alimentos cítricos, muito condimentados e muito quentes pode auxiliar na irritação da região. Portanto, consumir esses nutrientes e regular a ingestão dos alimentos descritos podem ajudar a evitar a ocorrência das aftas.

Controlar as causas das aftas certamente funciona como prevenção a esse mal. Contudo, se você já as possui, é preciso uma atuação mais direta para agilizar a cicatrização dessas feridas. Para isso, é recomendado que você realize as seguintes ações:

  • mantenha a higienização bucal em dia;
  • aplique uma pedra de gelo no local;
  • realize bochechos com água morna e sal ou bicarbonato de sódio.

Além disso, existem pomadas com anestésicos e tratamentos naturais eficazes, como extrato de própolis, mel de abelha e chá de sálvia.

Porém, se a dor for muito incômoda ou se as aftas se multiplicarem, o recomendado é você procurar o seu dentista. Assim, ele poderá lhe receitar o melhor tratamento.

Gostou do texto? Agora que você já sabe tudo sobre as principais causas das aftas, compartilhe com os seus amigos nas redes sociais! Assim, eles também podem ficar por dentro de nossas dicas!

Att, 

CD Dr. Alberto dos R Condé Jr. crogo6411

Posts relacionados

Deixe um comentário

× Gostaria de agendar uma consulta?