Dente de leite em adulto: por que isso acontece? Saiba agora!

4 minutos para ler

O processo natural da troca de dentição nos seres humanos segue um padrão mais ou menos similar em boa parte da população. Ao redor dos 12 anos de idade, em média, já temos a nossa arcada com dentes permanentes. No entanto, não é incomum que a gente se depare com a presença de dente de leite em adultos.

Embora isso soe estranho para algumas pessoas, ocorre de maneira recorrente em clínicas ou consultórios odontológicos. Em linhas gerais, não costuma ser algo problemático, mas pode demandar tratamento em determinados casos, e o implante dentário pode ou não representar a solução. Continue lendo e aprenda mais sobre o tema!

Afinal, o que é o chamado dente de leite?

Antes de mais nada, é preciso conceituar o dente de leite. Trata-se do nome popular dado aos chamados de decíduos ou dentição temporária, primeiros dentes que surgem na criança e têm uma grande importância no desenvolvimento, ajudando os pequenos a mastigarem e triturarem os alimentos na mais tenra infância.

Eles também ajudam a preparar a região para a chegada da dentição permanente, contribuindo para a formação do conjunto de musculaturas da área. Possuem características bastante peculiares em relação aos permanentes, uma vez que são visivelmente menores e mais brancos, com raízes curtas e finas, evitando a queda.

Quais as causas do dente de leite em adulto?

As crianças contam, na maioria das vezes, com 20 dentes de leite, posteriormente substituídos por 28 a 32 dentes permanentes. Esse número varia segundo a presença ou não dos sisos, que às vezes não nascem. No entanto, não é incomum que dentistas se deparem com pacientes que não fizeram a troca completa para a dentição permanente.

Quiz Invisalign

Isso costuma acontecer por uma série de fatores, dentre os quais o mais frequente diz respeito a questões hereditárias. O nome dado a essa condição é agenesia dentária, também chamada de anodontia ou ausência congênita. Se o dente de leite remanescente estiver saudável e em sintonia com a anatomia bucal, não há problema.

Qual a solução para o dente de leite em adulto?

As complicações no caso da presença de um ou mais dentes de leite em adultos ocorrem quando ele está desalinhado com o resto da dentição e/ou traz perda funcional, não conseguindo proporcionar uma mastigação adequada de alimentos. Nesse cenário, um tratamento pode ser necessário e somente um bom dentista consegue traçar a melhor conduta.

Atualmente, o implante surge como excelente alternativa. A técnica consiste na implantação de uma raiz artificial no osso alveolar, fabricada com um material biocompatível, que permanece fixo na boca e recebe o dente artificial. Ele tem tamanho, coloração e formato adequados para a medida de cada paciente, gerando perfeita harmonia.

Outra alternativa é manter o dente para só instalar implante se ele vier a fica mole ou até fazer a extração para fechamento do espaço com o aparelho ortodôntico. Conheça os tipos clicando aqui!

Como você observou, o dente de leite em adulto pode ser uma condição sem maiores complicações. No entanto, havendo perda funcional, os tratamentos disponíveis entregam alta eficiência. Não deixe de consultar regularmente o seu dentista de confiança para solucionar dúvidas e manter a saúde bucal em dia!

Gostou de aprender mais sobre o dente de leite em adultos? Então que tal compartilhar o post em suas redes sociais?

Posts relacionados

Deixe um comentário

× Gostaria de agendar uma consulta?