Documentação ortodôntica: o que você precisa saber antes de começar seu tratamento?

4 minutos para ler

A documentação ortodôntica é composta por exames que, comumente, servem de apoio para o diagnóstico profissional de problemas na dentição e osso de suporte. Pensando nisso, o post a seguir explica por que esse conjunto de documentos é essencial para definir possíveis tratamentos na clínica do dentista.

Além disso, o texto detalha quais são os procedimentos mais comuns na hora de fazer a documentação ortodôntica (seja exame clínico, seja radiografias, seja fotografias orais) e mostra por que os famosos moldes de gesso não são mais usados hoje em dia em consultórios especializados nos alinhadores transparentes da Invisalign®.

Por que é fundamental realizar exames antes do tratamento dentário?

Você pode se perguntar agora: “por que a documentação ortodôntica é tão necessária?”. A resposta é que essa série de exames, que normalmente são feitos no próprio consultório odontológico, auxiliam o dentista no diagnóstico e no planejamento adequado do tratamento.

No entanto, é preciso entender que, atualmente, a documentação ortodôntica não é mais como no passado, quando havia o procedimento analógico, que retardava o resultado dos exames. Hoje, a Odontologia é digital e raramente existe a necessidade de uma “pasta ortodôntica”. De fato, o que não muda com o passar do tempo é a importância e a centralidade do ortodontista para manter a saúde bucal.

Quais são os procedimentos mais comuns da documentação ortodôntica?

Até o momento, você já entendeu por que a documentação auxilia o trabalho do ortodontista. Entretanto, quais são os procedimentos mais comuns, em meio a esse conjunto de exames odontológicos, no dia a dia da clínica?

Exame clínico

O exame clínico é a primeira etapa da documentação ortodôntica, servindo para coletar sinais e sintomas que orientem a anamnese (a partir de relato do paciente ao profissional). A examinação começa, portanto, quando o dentista examina a boca da pessoa com instrumentos específicos, devendo o check-up odontológico ser contemplado, ainda, por exames fotográficos e radiográficos, por exemplo. Esse é o principal exame que já permite que o dentista deixe as primeiras expectativas alinhadas.

Radiografia lateral, periapical e panorâmica

A radiografia normal lateral é outro exame que compõe a documentação ortodôntica, com o qual é possível verificar o desenvolvimento da face lateral, sendo importante para pacientes que precisam, possivelmente, passar por intervenção cirúrgica.

Quiz InvisalignPowered by Rock Convert

Já a radiografia periapical é específica para analisar os dentes frontais (quatro na arcada superior e quatro na inferior), podendo-se avaliar se há danos nas raízes dessa dentição. A radiografia panorâmica, por sua vez, pode-se perceber se os dentes estão em posição adequada na boca e se há indício de patologias graves na cavidade bucal.

Fotografias intra e extrabucais

As fotografias intra e extrabucais são um importante passo da documentação ortodôntica para identificar o desenvolvimento das arcadas dentárias. O método utiliza lentes específicas e equipamentos óticos que conseguem captar, em detalhes, a parte interna e externa da boca do paciente, em uma análise facial sofisticada de possíveis problemas no local.

Moldes de gesso ainda são comuns na documentação ortodôntica?

A documentação ortodôntica não é mais como antigamente, devido, em grande parte, à digitalização dos processos. Um exemplo disso são os moldes de gesso, os quais serviam para mapear a arcada dentária e elaborar aparelhos odontológicos. No entanto, atualmente, esse tipo de molde não é mais realizado pelos melhores consultórios que usam o método Invisalign®.

A explicação se deve, justamente, ao sistema computadorizado que serve para planejar os alinhadores transparentes. Nesse caso, usa-se o escaneamento digital feito no próprio consultório e que inclui funções como outcome simulator®, time lapse® e progress assessment®, os quais auxiliam o ortodontista a elaborar um melhor planejamento com alinhadores para cada paciente.

Neste post, você entendeu por que a documentação ortodôntica é importante para fundamentar tratamentos na clínica odontológica. Além disso, descobriu como processos inovadores transformaram a necessidade de alguns métodos, como os moldes em gesso, melhorando o diagnóstico e o tratamento para disfunções orais no país.

O artigo foi útil, não é? Então, ajude os seus amigos a entender melhor sobre procedimentos odontológicos que tratam problemas bucais e contribuem para um sorriso mais bonito. Compartilhe já este texto nas suas redes sociais!

Dr. Alberto dos R Condé Jr 

Speaker Invisalign®, Itero®, Team1® & Propel®. Condé Invisalign Doctor CROGO6411/EPAO 1587, RTCD

Posts relacionados

Deixe um comentário

× Gostaria de agendar uma consulta?