Doenças bucais podem matar! Saiba como se prevenir.

6 minutos para ler

Cuidar da saúde bucal vai muito além de uma preocupação com a estética; é uma forma de evitar uma série de doenças — muitas delas graves, como a diabetes, a insuficiência cardíaca e o acidente vascular cerebral (AVC).

Confira, a seguir, a importância da saúde bucal para evitar problemas de saúde:

Os problemas cardíacos

O sistema cardíaco pode ser seriamente afetado por infecções periodontais, ou seja, da gengiva e dos tecidos que envolvem os dentes.

Eis algumas complicações causadas por infecções periodontais:

  • doenças cardiovasculares;

  • endocardite;

  • hipertensão arterial; e

  • insuficiência cardíaca.

A endocardite

Publicado na Revista Portuguesa de Saúde Pública, o texto “A cárie dentária, uma doença infecciosa” explica que os micro-organismos causadores da cárie são anaeróbios, ou seja, se alimentam de substâncias orgânicas e causam a decomposição de tecidos.

Esses micro-organismos são apontados como os responsáveis por enfermidades como:

  • a doença reumática vascular;

  • a endocardite infecciosa; e

  • a septicemia.

Todas esses males são graves. A endocardite, por exemplo, possui um alto índice de mortalidade.

O coração possui 4 câmaras: 2 átrios e 2 ventrículos. Em resumo, as válvulas garantem a passagem do sangue no momento em que o músculo do coração contrai e fazem com que ele não volte na direção contrária, mantendo o fluxo de sangue em um único sentido. São essas válvulas ficam sujeitas à infecção, elas sofrem com a endocardite.

Segundo o Instituto do Coração de Lages (Incor), a presença de cáries e doença periodontal aumenta as chances de uma pessoa desenvolver endocardite. De acordo com os dados do hospital,

Sabe-se que infecções bucais não tratadas permitem a passagem das bactérias para a corrente sanguínea. São estas bactérias que podem causar endocardite. Algumas doenças periodontais, como gengivite e periodontite, também aumentam o risco de endocardite.

A relação entre a endocardite e os problemas dentários faz com que as pessoas com problemas cardíacos consultem um dentista regularmente e tenham uma excelente higiene oral.

O Incor também ressalta que pacientes com problemas cardíacos devem ter um cuidado extra na hora de selecionar um dentista: é importante que o profissional escolhido tenha conhecimento da condição do paciente e capacidade para prestar cuidados especiais.

Para evitar a endocardite, portanto, um dos cuidados é ter uma boa saúde gengival. Como o próprio Incor informa, a gengiva saudável deve ser rosada, de cor clara, e não deve haver sangramento quando se escova os dentes.

Da mesma forma, a gengiva deve não apresentar inchaço e deve ter boa aderência junto aos dentes.

O AVC e o infarto

A infecção das gengivas pode fazer com que células inflamatórias circulem nas artérias. Essas células causam o estreitamento das artérias e provocam um aumento da viscosidade do sangue e contribuem para a formação de placas de gordura nos vasos sanguíneos.

Tanto o estreitamento das artérias quanto o aumento da viscosidade e das placas são fatores de risco para doenças como o AVC e o infarto. Afinal, ambas são causadas pelo entupimento das artérias.

No AVC, os vasos que fornecem sangue para o cérebro ficam entupidos ou até mesmo se rompem. No caso do infarto, são os vasos sanguíneos que fornecem sangue para o coração que sofrem o entupimento.

Os riscos na gravidez

evidências que sugerem uma relação entre o caso de grávidas com enfermidades na gengiva e o nascimento prematuro dos seus bebês. Isso significa que gestantes portadoras de enfermidades gengivais teriam maiores chances de dar à luz a bebês prematuros e abaixo do peso.

Segundo estudos da Escola de Medicina de Harvard, nos Estados Unidos, isso se deve ao fato de que processos inflamatórios na gengiva aumentam a produção de um hormônio chamado prostaglandina, que pode contribuir para causar o parto prematuro do bebê.

Todas as grávidas devem consultar o dentista e trata-se de um mito a estória de se evitar tratamentos odontológicos durante a gravidez pois, como escrito acima, a infecção não tratada, pode até matar.

A diabetes

Segundo a American Diabetes Association, há um maior índice de doenças de gengiva em pessoas com diabetes. Isso faz com que problemas de gengiva sejam considerados uma das complicações da diabetes.

Também há um maior número de pessoas que desenvolvem diabetes e que já possuíam problemas na gengiva. Isso porque todo tipo de infecção tem um impacto negativo no controle glicêmico, contribuindo para a progressão do diabetes.

Por isso, é muito importante que pessoas que têm diabetes tenham uma boa higiene e saúde bucal.

Quiz Invisalign

Da mesma forma, é extremamente importante que pessoas que fazem parte do grupo de risco da diabetes — como obesos, sedentários e pessoas com histórico de diabetes na família — tenham um cuidado ainda maior com a sua higiene bucal.

Por todos esses motivos, é essencial que pacientes com diabetes controlem com assiduidade o seu nível de glicose no sangue.

Além disso, é muito importante que o paciente diabético realize check-ups a cada 6 meses. Além de exames médicos, esse check-up deve incluir uma visita ao dentista, que deve sempre ser informado sobre o estado e sobre a medicação do paciente.

Caso um paciente diabético necessite de procedimentos dentais que não sejam de emergência e a sua glicose não esteja controlada, é melhor adiar o tratamento e cuidar da glicose 1º.

As infecções respiratórias

Uma das causas das infecções bacterianas que afetam o sistema respiratório é a aspiração de gotículas de saliva que vão parar nos pulmões. Isso não apenas pode causar infecções como a pneumonia, mas também poderia piorar uma condição já existente.

Esse tipo de problema afeta, principalmente, os idosos, que possuem um sistema imunológico mais frágil. Uma boa higiene bucal na 3ª idade é, portanto, particularmente importante.

Infecções respiratórias estão entre as principais causas de morte em todo o mundo, e é sempre importante levar a sério a necessidade de prevenir esse tipo de enfermidade.

Você gostou das nossas informações sobre a relação entre doenças bucais e outros problemas de saúde? Então assine a nossa newsletter e acompanhe as nossas postagens. A saúde bucal é essencial para o seu bem-estar como um todo!

Att.,

CD Dr. Alberto dos R. Condé Jr.
CRO-GO 6.411

Posts relacionados

Deixe um comentário

× Gostaria de agendar uma consulta?