Entenda como o estresse prejudica sua saúde bucal

4 minutos para ler

Nossos problemas diários nos causam estresse, não é verdade? A nossa saúde bucal é afetada pelo estresse constantemente e devemos estar atentos para que não haja muitas consequências sérias.  Você sabia que ele pode desencadear diversas doenças em nosso organismo? 

O estresse  é o estado causado pela percepção de estímulos que provocam excitação emocional e, ao perturbarem nosso equilíbrio, levam o corpo a tentar se adeptar por meio do aumento da liberação de adrenalina, com várias consequências sistêmicas e liberação de mediadores químicos. Veja a seguir como ele afeta nossa vida e os 6 problemas bucais mais comuns que pode causar.

Como o estresse afeta a nossa vida?

O estresse é uma resposta do nosso corpo para nos tornar mais atentos e sensíveis em situações de perigo, ansiedade, tensão, etc. O problema passa a existir quando essa resposta se acumula e se transforma em crônica. Então, diversas mudanças químicas e fisiológicas acontecem em nosso organismo.

Existe a liberação de hidrocortisona e cortisol, acompanhados de adrenalina, substâncias responsáveis pela regulação do sistema imune. Ou seja, o estresse desencadeia uma resposta inflamatória acentuada em qualquer foco de inflamação que você possa apresentar em seu corpo.

Nossas glândulas suprarrenais entram para tentar nos acalmar, aumentam a secreção de glicocorticóides. Mas, quando nosso estresse se tornou crônico, esse mecanismo para de funcionar e nos leva a procurar a calma em doces e alimentos gordurosos.

Quais problemas bucais ele pode desencadear?

1. Xerostomia

Conhecida como síndrome da boca seca, na verdade é uma alteração na produção de saliva. Não necessariamente a diminuição dela, mas a modificação de sua composição como cor, viscosidade, pH, entre outros.

Ela pode causar dificuldades para falar e engolir, mau hálito, dor e ardência nos tecidos internos da boca. Além disso, age diretamente na saúde bucal e facilita o aparecimento de cáries e gengivite.

2. Cáries

Além da diminuição salivar na boca, a facilitação do aparecimento de cáries frente ao estresse se dá pela diminuição da capacidade e preocupação das pessoas com a higiene bucal nesses momentos.

Quiz Invisalign

Quando estamos muito preocupados com outras coisas, não escovamos nossos dentes com atenção e cuidado que deveríamos e, consequentemente, ocorre o acúmulo de placa e desenvolvimento de doenças ligadas a ele.

3. Gengivite

A inflamação da gengiva é um problema muito comum e de fácil reversão, contudo, pode ser muito perigoso se não for tratado, além de ter consequências muito sérias como perdas ósseas, mobilidade e extração dental.

Assim como a cárie, a gengivite tem como fator desencadeador o acúmulo de biofilme dental que ocorre pela má higienização e, em casos de estresse, pode ser agravada pela diminuição do fluxo salivar.

4. Aftas

As aftas são úlceras bem pequenas que aparecem na bochecha e nos tecidos moles da boca. Geralmente, elas têm o centro esbranquiçado e bordas avermelhadas, são dolorosas e podem aparecer sozinhas ou acompanhadas.

Não se sabe ao certo o que as causa, todavia já foram relacionadas com a baixa imunidade e com o estresse. Elas não são contagiosas e desaparecem entre 1 e 2 semanas, não existe um tratamento específico, apenas anestésicos e pomadas receitadas pelo seu dentista para a diminuição da dor.

5. Herpes

A herpes labial é contagiosa e suas lesões aparecem como vesículas bolhosas nos lábios e ao redor da cavidade bucal. O estresse e a diminuição da imunidade são os maiores desencadeadores de herpes bucal. É tratada com antivirais e deve demorar aproximadamente 1 semana para que a lesão desapareça. Essa doença é extremamente contagiosa.

6. Bruxismo

São problemas que afetam a articulação da mandíbula por meio do apertamento e ranger dos dentes. Acontecem durante a noite, mas para pessoas estressadas, podem se manifestar nos momentos de pico de estresse. Acarretam dores na face, dores de cabeça, na musculatura do rosto e desgastes dentais.

Percebe como nossa saúde bucal é influenciada pelo estresse diário e crônico? Procure seu dentista se presenciar alguma dessas condições e trabalhe a calma diária. Se você gostou desse texto e quer se manter informado, assine nossa newsletter!

 
Att, CD Dr. Alberto dos R Condé Jr crogo6411
Posts relacionados

Deixe um comentário

× Gostaria de agendar uma consulta?