Sabia que o consumo do limão causa erosão dentária? Entenda melhor!

5 minutos para ler

Você deve ter ouvido falar que beber água com limão todos os dias pela manhã faz bem para saúde. Contudo, esse hábito pode ser prejudicial para a dentição porque leva ao desenvolvimento da erosão dentária.

É preciso ter cuidado com esse hábito porque uma vez que o esmalte dentário perdido não pode ser recuperado. Daí a importância de identificar a erosão ainda no começo e adotar medidas para preveni-la.

Neste post falaremos sobre esse assunto para que você saiba como consumir o limão e outros alimentos ácidos sem prejudicar a estrutura dos dentes. Continue lendo para saber mais!

O que é erosão dentária?

O limão tem diversas propriedades que fazem muito bem para a saúde. Ele é rico em vitamina C, por exemplo, além de ter ação antioxidante. No entanto, a acidez do seu suco é uma característica preocupante.

O consumo diário do limão faz mal para o esmalte dentário porque a acidez do suco provoca alterações no pH da saliva, fazendo com que ela fique mais corrosiva e, com isso, desmineralizando o esmalte.

Essa reação química é chamada de erosão dentária ou erosão ácida. Faz com que os dentes desgastem gradativamente, perdendo essa camada de proteção, que deixa a dentina ou a polpa exposta.

É importante entender que esse problema é diferente de outros que também desgastam a dentição. A abfração, por exemplo, é um desgaste causado pelo contato excessivo entre os dentes em função de alterações na mordida e desalinhamentos dentários, sendo muito importante fazer o uso de aparelhos ortodônticos.

Há, também, a abrasão, provocada pelo atrito excessivo no esmalte dentário, seja por cremes dentais branqueadores, escova de dente com cerdas duras, escovação inadequada ou vigorosa e prolongada.

Já a atrição é um desgaste natural, provocado pelo atrito entre os dentes da região anterior das arcadas, onde eles se encaixam. Assim, abfração, abrasão e atrição são desgastes mecânicos, enquanto a erosão é ácida, daí a diferença entre esses problemas.

Quiz Invisalign

Quais são os sintomas da erosão ácida?

O consumo de limão é apenas um dos hábitos que provoca a erosão ácida. Outras bebidas e alimentos também levam ao desgaste do esmalte, como:

  • bebidas alcoólicas;
  • refrigerantes;
  • bebidas gaseificadas;
  • frutas cítricas;
  • sucos adoçados; entre outros.

Nesse caso, a erosão dentária é chamada de extrínseca, mas ela também pode ser classificada como intrínseca, quando suas causas estão relacionadas com o organismo, como em casos de problemas, como a bulimia e o refluxo gastroesofágico.

Entretanto, independentemente do tipo de erosão ácida, os sintomas que ela desencadeia são os mesmos. Eles começam de forma muito discreta e evoluem gradativamente, sendo:

  • amarelamento (descoloração);
  • dentes com as pontas transparentes;
  • sensibilidade dentinária;
  • fraturas, trincas ou fissuras;
  • alterações na estrutura do esmalte.

Há casos de perda de esmalte na coroa dentária. A parte superior dos molares fica nivelada e os dentes podem parecer menores. Em todas essas situações há um grande desconforto, dores e prejuízo estético do sorriso, por isso, é fundamental prevenir e tratar a erosão ácida.

Como a erosão dentária por acidez é tratada e prevenida?

A erosão dentária provocada pelo consumo do limão requer atenção, porque uma vez que o esmalte dentário é perdido ele não pode ser recuperado. Isso significa que esse problema não tem um tratamento que leve à cura.

Quando ainda no começo, é possível eliminar aquilo que causa a erosão e remineralizar o esmalte, seja pela aplicação de flúor no consultório ou pelo paciente em casa. Algumas intervenções podem ser feitas para recompor a estrutura do dente, como aplicação de resina ou facetas de porcelana.

Contudo, nenhuma dessas medidas recupera o desgaste, assim, o ideal é prevenir a erosão dentária. Isso pode ser feito realizando uma boa higiene bucal após o consumo do limão, ou usar um canudo para evitar o contato do líquido diretamente com os dentes.

Não é preciso deixar de consumir o limão, apenas é preciso tomar cuidado após a ingestão dele para que a erosão dentária não se manifeste. Além disso, consulte regularmente um dentista para acompanhar sua saúde bucal e realizar intervenções antes que problemas se agravem.

Gostou de saber que limão demais faz mal para os dentes? Então, compartilhe essas informações em suas redes sociais para que seus amigos também saibam!

Odonto Condé / Condé Invisalign

Doctor CROGO/EPAO 1587, RTCD

Dr. Alberto dos R Condé Jr

CROGO6411

Posts relacionados

Deixe um comentário

× Gostaria de agendar uma consulta?