A falta de saliva é um problema? Entenda mais sobre isso

4 minutos para ler

As glândulas salivares são responsáveis por secretar um líquido repleto de minerais, enzimas, aminoácidos e outras substâncias importantes para manter a saúde bucal em dia. Dessa forma, você deve estar pensando que a falta de saliva é um problema, não é? Neste texto, entenda o que é e por que a sensação de boca seca pode ser problemática.

Vamos explicar quais são as principais causas da falta de saliva (a exemplo de respirar pela boca, falar durante muito tempo, ter má higiene oral e consumir álcool) e quais são os tratamentos indicados. Está curioso? Comece a leitura já e tire as suas dúvidas sobre o tema!

O que é a falta da saliva (xerostomia)?

Antes de responder à pergunta, é preciso entender que o problema é bastante identificado pela sensação de boca seca. Dessa forma, a xerostomia é um sintoma que decorre da condição de baixa ou nenhuma produção de líquido nas glândulas salivares.

Para pacientes que reclamam da secura na boca, o diagnóstico pode ser feito com base no volume de saliva secretado pela pessoa. A quantidade do líquido tende a ser, em condições normais, de 1 milímetro a cada minuto ou de 1.200 milímetros por dia.

Quais são os problemas que a xerostomia acarreta?

A sensação de boca seca pode ser um indício de problemas sérios, como a síndrome de Sjögren (doença inflamatória crônica), e a diabetes. Da mesma forma, a xerostomia está ligada ao envelhecimento (idosos apresentam comumente falta de saliva), ao estresse, ao tratamento com radioterapia e ao efeito colateral de alguns medicamentos.

Para a saúde da boca, a falta de saliva significa menos substâncias que protegem a cavidade bucal da ação de micro-organismos, como vírus e bactérias. Por isso, a xerostomia aumenta o risco de cárie e mau hálito, ao passo que compromete o paladar e a fala.

Quais são as causas da falta de saliva?

Até aqui, você entendeu o que é e quais são os problemas que a xerostomia acarreta, mas o que causa essa condição anômala? Para tirar essa dúvida, saiba que são inúmeras as causas da falta de saliva, desde fatores como a desidratação, a respiração pela boca e longos períodos de comunicação oral até a má higiene bucal e o consumo de álcool.

Quiz InvisalignPowered by Rock Convert

Como se prevenir e quais são os tratamentos disponíveis?

Já vimos que a falta de lubrificação bucal é um problema com muitas causas possíveis. Por isso, o tratamento precisa de um diagnóstico adequado, que localiza o fluxo de saliva no paciente e verifica como isso impacta sua saúde bucal.

Para os casos de desidratação, por exemplo, indica-se a ingestão, diariamente, de dois litros de água e cuidados com a higiene bucal, que fica fragilizada sem a quantidade ideal de salivação. Por outro lado, a recomendação pode incluir a restrição de bebidas alcoólicas e cigarro, combinando a mudança de hábito com sprays de saliva artificial. Em todos os casos, o diagnóstico e melhor alternativa de tratamento é uma exclusividade dos profissionais.

Neste post, você identificou o que é, quais são as causas e as consequências da falta de saliva, problema associado à xerostomia que prejudica a limpeza da boca. Assim, é importante fazer a consulta com o seu dentista de confiança (semestral ou anual) para identificar anomalias que podem comprometer a saúde oral.

Para evitar dor de cabeça e ficar com um sorriso harmônico, agende agora a sua avaliação com os melhores dentistas da região. Entre em contato com a Odonto Condé!

Odonto Condé / Condé Invisalign 

Doctor CROGO/EPAO 1587, RTCD 

Dr. Alberto dos R Condé Jr 

CROGO6411

Posts relacionados

Deixe um comentário

× Gostaria de agendar uma consulta?