Gengivoplastia ou gengivectomia: qual o tratamento ideal para você?

4 minutos para ler

A gengiva tem um importante papel na manutenção da saúde oral, sendo um tecido que sangra facilmente, que reveste a estrutura óssea e o protege. Por isso, problemas estéticos e funcionais nessa região da cavidade devem ser tratados com os procedimentos indicados, tais como, a gengivoplastia ou gengivectomia.

Pensando nisso, este texto ajuda o paciente a descobrir qual é o tratamento mais adequado para a sua condição bucal, entre as opções de gengivoplastia e gengivectomia. Além de mostrar como o cirurgião-dentista pode ajudar nesse processo em busca de um sorriso mais bonito e saudável.

O que são os procedimentos de gengivoplastia e gengivectomia?

Os procedimentos de gengivoplastia e gengivectomia são cirurgias feitas na gengiva com remoção de tecido frequentemente confundidas com plástica gengival, ou como cirurgia do sorriso. Na verdade, são indicadas em casos de excesso de gengiva (gengivectomia) ou quando se precisa remover uma micro quantidade do osso embaixo da gengiva (gengivoplastia). Isto é, elas ajudam a tratar irregularidades na cavidade, geralmente associadas ao crescimento excessivo do tecido gengival, o que pode comprometer tanto a aparência facial quanto a saúde bucal do paciente.

Quais casos são tratados com gengivoplastia ou gengivectomia?

Para entender a diferença entre os dois tipos de cirurgia na gengiva, é preciso conhecer para que casos cada procedimento é indicado. A gengivoplastia, por exemplo, tem maior finalidade estética, sendo recomendada para o tratamento de sorriso gengival, que deixa esse tecido muito à mostra quando o paciente sorri, prejudicando a aparência facial.

Assim como a gengivoplastia, a gengivectomia provoca um recorte na gengiva do paciente, mas essa segunda técnica é mais indicada para o tratamento funcional, quando o tamanho excessivo da gengiva implica doenças gengivais, como a gengivite (infecção no tecido de sustentação dental) e a periodontite (infecção bacteriana do tecido e da estrutura óssea da boca), colocando em risco a saúde da pessoa.

Além disso, os dois tipos de cirurgia na gengiva beneficiam outros procedimentos odontológicos, como a prótese dentária, a aplicação de lentes de contato dental e as restaurações no dente, devendo o diagnóstico específico e a indicação de tratamento serem feitos pelo cirurgião-dentista.

Quiz InvisalignPowered by Rock Convert

Por que é fundamental a consulta com um profissional?

O trabalho do dentista, em um consultório renomado e bem equipado, é indispensável para o paciente obter um diagnóstico preciso sobre o problema. Já que o profissional deve oferecer, ao fim da consulta e do resultado dos exames bucais, a solução mais adequada para tratar disfunções na boca. Lembrando que o alinhamento dentário pode, de forma não cirúrgica, melhorar o contorno gengival. Se o paciente rejeita o uso do fixo convencional, leia no nosso blog, sobre invisalign e conheça o Dr Alberto Condé, referência em Invisalign no Brasil.

Neste post, você descobriu quais são as diferenças entre duas técnicas, gengivoplastia e gengivectomia, que são os procedimentos usados pelos dentistas para tratar alguns dos problemas estéticos e funcionais no crescimento excessivo desse tecido de sustentação dos dentes. Por isso, para saber qual é o tratamento mais indicado para o seu caso, faça uma consulta com um dentista experiente.

Você tem vontade de sorrir sem medo? Não espere mais: agende agora a sua primeira avaliação com os melhores dentistas da sua região e trate os problemas no tecido gengival. Ligue para o número (62) 3092-8882 ou envie uma mensagem para o nosso WhatsApp!

Odonto Condé / Condé Invisalign 

Doctor CROGO/EPAO 1587, RTCD 

Dr. Alberto dos R Condé Jr 

CROGO6411

Posts relacionados

Deixe um comentário

× Gostaria de agendar uma consulta?