Já ouviu falar em abcessos dentários? Saiba como tratar o problema

4 minutos para ler

Quem não quer ter um sorriso harmônico e saudável para sair bem nas fotografias, não é? Mas em caso de mau hálito, dor e sensibilidade, é preciso ficar atento, pois podem ser sinais de abcessos dentários! O problema se resume ao acúmulo de pus em várias regiões em volta do dente e geralmente é desencadeado por uma infecção bacteriana.

Neste texto, você verá quais são as melhores formas de tratar os abcessos, a exemplo de incisão e drenagem, extração do dente ou uso de antibióticos. Comece agora mesmo a leitura e tire todas as dúvidas sobre o assunto!

O que são abcessos dentários?

Abcesso é uma complicação surgida pelo acúmulo de pus decorrente de infecção bacteriana nos dentes, gengiva ou no osso. Entre as causas estão casos avançados de cárie, pericoronarite, canal ou quebra dentária.

Falta de higiene bucal e dieta rica em açúcar também são fatores de risco determinantes. O caso é alarmante porque indica estágio infeccioso grave, comprometendo outras partes do corpo.

Quais são os principais sintomas de abcessos dentários?

Um dos principais sintomas do abcesso é o mau hálito ou gosto amargo e desconfortável na boca. O odor é causado principalmente pelo acúmulo de bactérias na boca, cuja proliferação e infecção gera o pus.

Além disso, o problema costuma deixar partes da boca inchadas, causando uma forte dor no dente do paciente. Por fim, há um aumento da sensibilidade quando se consome alimentos com temperaturas extremas, uma vez que o abcesso deixa um espaço entre o dente e a gengiva.

Quais são as possíveis formas de tratamento para o abcesso?

Abcessos dentários indicam forte infecção nos dentes e podem levar, inclusive, a óbito. Com relação ao tratamento, existem, pelo menos, três opções: usar antibióticos, extrair o dente comprometido ou fazer incisão e drenagem.

Uso de antibióticos

Os abcessos dentários são, geralmente, causados por infecções bacterianas. Nesse sentido, o dentista pode indicar uso de antibióticos para controlar a proliferação de bactérias e tratar as consequências geradas pela exposição das terminações vulneráveis do dente.

Incisão e drenagem

Outra forma de tratamento é a incisão e a drenagem do abcesso, com as quais o dentista faz um corte na região infeccionada para remover o acúmulo de pus. Após a higienização do local o profissional recorre a uma solução salina para controlar o avanço da infecção.

Extração do dente

A depender do estágio de infecção, o dente pode não ser salvo pelo tratamento. Nesses casos, é necessário fazer uma extração da região danificada para que o paciente volte a ter saúde bucal. Após esse processo é feita uma drenagem para higienizar a área.

Em todo caso, é importante procurar um profissional qualificado para tratar, de forma adequada, os abcessos dentários. Eles podem levar a óbito se não forem tratados em tempo por conta da septicemia, que é quando substâncias químicas são liberadas no sangue e desencadeiam uma inflamação corporal.

Neste conteúdo, você aprendeu sobre os abcessos dentários e os principais tratamentos para a complicação. Ir ao dentista, fazer o exame de sondagem do sulco gengival e realizar o raio-x a cada 6 meses auxilia no tratamento e na prevenção dessa complicação, pois a dor, quando aparece, pode levar à perda dentária!

Para não sofrer com os sintomas dos abcessos dentários, procure um especialista e cuide da sua saúde dental. Entre em contato agora com a Odonto Condé e tenha o melhor sorriso saudável e harmônico possível e indicado!

Odonto Condé / Condé Invisalign
Doctor CROGO/EPAO 1587,  RTCD
Dr. Alberto dos R Condé Jr
CROGO6411

Posts relacionados

Deixe uma resposta

× Gostaria de agendar uma consulta?