O que é gengiva retraída e qual o seu tratamento?

4 minutos para ler

Se tem uma coisa que pode influenciar a nossa autoestima é a insatisfação com o sorriso. Não é à toa que ele é considerado o nosso cartão de visitas! E, de fato, devemos evitar prejudicá-lo com doenças graves tais como a gengiva retraída, por exemplo, que além de interferir na boa aparência, afeta também a saúde bucal.

Quiz Invisalign

Por isso, manter os cuidados necessários é extremamente importante para não ser surpreendido negativamente. Se você deseja saber o que é gengiva retraída e como tratá-la, continue lendo este post e esclareça suas dúvidas sobre o tema!

Do que se trata a gengiva retraída ou recessão gengival?

Também conhecida como retração gengival, é um problema bastante comum que pode afetar pessoas de todas as idades. O que acontece é que o tecido gengival sofre um deslocamento, passando a deixar a raiz do dente mais exposta.

A situação tende a ser mais comum na terceira idade, já que esse processo ocorre de forma gradual com o passar dos anos. Logo, é fundamental procurar um dentista o quanto antes para evitar complicações como:

  • Aumento da sensibilidade;

  • Dificuldades na higienização diária;

  • Perda óssea;

  • Mau hálito;

  • Predisposição a cáries e doenças periodontais;

  • Perda dentária.

Quais são as principais causas?

De maneira geral, a falta de higiene diária é uma das grandes responsáveis pelos problemas bucais e, consequentemente, da gengiva retraída. Mas existem também outros motivos e entre os mais conhecidos estão:

  • Escovação inadequada, gerando traumas na região;

  • Dente torto;

  • Doenças periodontais;

  • Cáries não tratadas;

  • Próteses fixas mal colocadas;

  • Baixo fluxo de saliva;

  • Trauma oclusal;

  • Movimentação ortodôntica errada ou em pacientes que abandonam o tratamento.

Outra razão possível vem da hereditariedade, quando a pessoa apresenta um tecido gengival frágil e, às vezes, insuficiente. Nesse caso, o acompanhamento com o dentista deve ser ainda mais frequente para não causar maiores prejuízos à saúde.

Como pode ser tratada?

O tratamento mais indicado vai depender da causa e da gravidade do caso, diagnosticados por um cirurgião-dentista. Em situações mais simples, associadas ao acúmulo de placa bacteriana e tártaro, uma limpeza profunda com raspagem pode ser a solução.

Contudo, em casos mais complexos pode ser necessária uma cirurgia para reconstruir a área afetada. A plástica gengival ou enxerto gengival requer avaliação criteriosa e planejamento por parte do profissional para recobrir a região com outro pedaço de gengiva.

Os aparelhos ortodônticos também podem contribuir para corrigir a oclusão, alinhando os dentes e solucionando a origem do problema. Mas quando não é tratada devidamente, a inflamação existente pode evoluir para gengivite e periodontite, chegando até a perda dentária.

O problema pode ser evitado?

A prevenção é sempre baseada em uma boa rotina de escovação e limpeza da cavidade oral, associada a consultas regulares ao dentista. Ficar atento à forma com que se realiza esse processo é imprescindível, visto que uma escovação inadequada pode causar danos ao tecido.

De qualquer maneira, sempre que houver algum sinal como inflamação ou pequenos sangramentos na gengiva, é melhor procurar orientação de um profissional. Às vezes é possível atenuar o problema e prevenir a retração gengival.

Conseguiu aprender um pouco mais sobre a gengiva retraída? Que tal compartilhar esse post nas suas redes sociais e informar os seus amigos? Mostre para eles a importância de cuidar da saúde bucal para evitar problemas!

Posts relacionados

Um comentário em “O que é gengiva retraída e qual o seu tratamento?

Deixe um comentário

× Gostaria de agendar uma consulta?