Odontologia e Medicina: por que devem trabalhar juntas?

5 minutos para ler

Ao contrário do que muitos pensam, a abrangência da Odontologia vai muito além de corrigir problemas dentários e, em harmonia com a Medicina, o paciente é visto como um todo, harmonizando dente e gengiva com às proporções faciais, simetria e encaixe dos maxilares.

Por esse motivo, a aliança entre da estética na Odontologia e na Medicina forma uma dupla extremamente qualificada para quem deseja cuidar da beleza facial. Quer ver como? Então, continue lendo este post!

A estética na Medicina: a Cirurgia Plástica e Dermatologia

A Cirurgia Plástica juntamente com a Dermatologia são as especialidades quem possuem a expertise, isto é, as milhares de horas de estudo e experiência clínica em diagnosticar e tratar os mais diversos problemas faciais. Como exemplo, podemos citar a prevenção dos sinais do envelhecimento e suas manifestações exteriores, como linhas de expressão, manchas e rugas. Além disso, estas especialidades ainda se preocupam com as áreas nutricional e emocional dos pacientes atendidos.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) os pontos básicos do campo de domínio técnico e maior experiência na área são:

  • Tratamento das alterações físicas e estéticas da face;
  • Tratamentos das sequelas inestéticas das doenças e dos traumatismos;
  • Postergação do envelhecimento e, principalmente, das suas formas de exteriorização e repercussões físicas e psicológicas;

A Odontologia

O odontologia se envolve no estudo, no diagnóstico, na prevenção e no tratamento de doenças, distúrbios e condições do sistema estomatognático que inclui a cavidade oral com os dentes, mucosa oral e estruturas adjacentes como a região maxilofacial (maxilar e facial) e no equilíbrio do sorriso com a face.

O termo Odontologia vem do grego e significa “dente”. Contudo, embora, para o público geral, esteja associado diretamente à saúde dos dentes, o campo odontológico abrange outros aspectos do complexo craniofacial, como a estrutura temporomandibular e outras estruturas de apoio.

A Odontologia e a Medicina na estética dos pacientes

De acordo com um estudo da instituição Key-Stone, encomendado por uma indústria na Espanha, o interesse dos dentistas pela expansão dos seus serviços na área estética tem mesmo aumentado. Mas, afinal, como essas duas áreas podem caminhar juntas?

Bom, apesar de isso ser pouco difundido, a Odontologia, Biomedicina, Fisioterapia entre outras, foram habilitadas, no governo da ex-presidenta Dilma, a realizar tratamentos estéticos relacionados ao rosto, que são feitos, também, pelo médico que vão do uso da substância que paralisa a musculatura x até a cirurgia ortognática.

Mas, a grande questão não é apenas o “poder” fazer mas, sim, quem tem a expertise para fazer muito bem feito, isto é, com maior probabilidade de dar certo, maior controle e prevenção dos efeitos colaterais, enfim, um nível maior de segurança do paciente. Logo, a indicação do paciente é feita para o profissional com maior domínio técnico e não apenas por que uma presidenta permitiu que qualquer um possa fazer. Entre esses procedimentos, também está o tratamento de rugas e linhas de expressão, o perfilamento e o preenchimento dos lábios, a bioestimulação e até a mesoterapia.

Por exemplo, um recém formato pode fazer a cirurgia ortognática por lei mas, qual a segurança, a experiência, a formação adequadas? Uma coisa é poder fazer, outra coisa é ter a segurança e experiência em fazer bem feito, seja na Odontologia ou na Medicina.

Tradição x inovação

O público tem aumentado a procura por serviços mais completos, que atendam às suas necessidades. Hoje, a sociedade caminha cada vez mais para a integração de serviços em favor do melhor resultado para os pacientes e não para profissionais “isolados” fazerem serviços sem essa integração, afinal, dente e rosto estão em harmonia assim como os médicos e dentistas.

Quiz Invisalign

Unindo competências e objetivos, os profissionais podem oferecer um serviço mais completo e satisfatório para os interessados.

Segurança e legislação

A integração entre da estética do paciente associando a Odontologia e a Medicina apresenta um alto nível de segurança para o paciente, pois é determinada por profissionais qualificados e especializados em suas áreas de formação. Logo, os pacientes podem ter a tranquilidade de procurar essa opção.

Para os profissionais na área de Odontologia, uma das maiores preocupações é saber bem qual área permitida para atuação segundo a legislação atual, correndo o risco de ter o registro cassado ou suspenso.

Porém, segundo a legislação nacional, esses profissionais podem realizar atividades de prevenção, diagnóstico e tratamento de anomalias e doenças dos dentes, boca, maxilares e dos tecidos ligados.

Por esse motivo, é importante que o paciente sempre procure por profissionais qualificados e formados na área de atuação, para garantir sua segurança em todos os procedimentos.

 

Enfim, como vimos, a evolução da Odontologia no Brasil está diretamente relacionada com a saúde do paciente e depende da parceria com a Medicina para o benefício e segurança do paciente.

Então, gostou do nosso post? Agora, se quiser receber mais dicas sobre saúde bucal, aproveite para assinar a nossa newsletter e continue por dentro de nossos próximos conteúdos!

Att, CD Dr. Alberto dos R Condé Jr crogo6411 e Dr Cristiano Barros de Sá, Cirurgião Plástico, CRM-GO 10.592

 

 

 

 

Posts relacionados

Deixe um comentário

× Gostaria de agendar uma consulta?