5 problemas de mordida que precisam ser tratados!

4 minutos para ler

Os problemas de mordida, também conhecidos como problemas de oclusão, são disfunções bastante comuns, porém, que afetam diretamente a qualidade de vida dos pacientes. Uma mordida incorreta pode estar envolvida em dores nas articulações, na cabeça, nos ouvidos, mas, mais frequentemente, com maior incidência de quebra de dentes, inflamação gengival, mal hálito, dificuldade em mastigar e até perda de dentes. Afinal, quais são os tipos de mordidas e por que buscar tratamentos para elas? Neste post, tiramos as suas dúvidas para você ficar por dentro do assunto. Confira!

Por que é preciso tratar os problemas de mordida?

Os problemas de mordida não se resolvem naturalmente, por isso, é importante buscar ajuda de um profissional para tratá-los. Negligenciar a situação pode trazer alguns riscos para a estética, a autoestima, as gengivas, a mastigação e a fala, podendo, inclusive, levar a perdas dentárias e à necessidade de cirurgias. Além disso, a má oclusão também interfere e limita o trabalho de outras especialidades, como implantes, próteses, lentes de contato e periodontia.

Quais os principais problemas de mordida?

Nem todos os problemas de mordida são iguais. Existem diferentes tipos e cada um conta com características distintas. A seguir, listamos os principais.

1. Mordida aberta

Esse tipo de mordida é bastante comum e acontece quando, ao tentar encostar os dentes superiores e inferiores, o paciente não consegue juntá-los, havendo um espaço significativo entre eles. É um problema no sentido vertical. A mordida aberta ocorre mais comumente nos dentes da frente, mas também pode ocorrer nos de trás.

2. Mordida profunda

Também conhecida como sobremordida profunda, esse tipo de mordida acontece quando os dentes da arcada superior cobrem os dentes de baixo total ou exageradamente. Apesar de essa condição ser mais comum em crianças, ela também pode afetar jovens e adultos e facilmente pode lesionar a gengiva no céu da boca ou estar relacionada com a quebra ou desgaste acentuado das restaurações e dentes.

3. Mordida cruzada

A mordida cruzada ocorre quando a arcada superior não se encaixa na inferior da forma correta, ou seja, uma acaba se sobrepondo à outra. Existem diferentes casos de mordida cruzada:

Quiz Invisalign
  • mordida cruzada anterior, quando os dentes da frente da arcada superior não conseguem cobrir a inferior;
  • mordida cruzada posterior, quando os dentes de trás não fazem a oclusão correta;
  • mordida cruzada lateral, quando o desalinhamento ocorre apenas em um lado da boca, normalmente, no lado da mastigação.

4. Prognatismo e retrognatismo

Nesses tipos de mordida, o paciente conta com uma das mandíbulas mais proeminente que a outra. No caso do prognatismo, a mandíbula inferior ultrapassa a superior. Já no retrognatismo, ocorre o contrário, com mandíbula bem menor do que deveria.

5. Apinhamento

O apinhamento acontece quando o paciente tem uma quantidade, um volume dentário maior do que a sua arcada dentária suporta. Assim, ocorre um desalinhamento e os dentes se sobrepõem uns sobre os outros.

Os problemas de mordida, apesar de comuns, podem gerar dores e riscos para a estética e saúde dos dentes, por isso, é fundamental procurar um profissional qualificado. Na maioria dos casos, o tratamento inclui o uso de aparelhos ortodônticos. Nos casos que o paciente não se sente confortável para utilizar o aparelho fixo, o Invisalign® é uma opção mais discreta, que, nas mãos de bons profissionais, e tão eficaz quanto, para tratar problemas de oclusão.

Você já notou algum desses problemas de mordida? Conte para nós nos comentários.

Dr. Alberto dos R Condé Jr 

Speaker Invisalign®, Itero®, Team1® & Propel®. Condé Invisalign Doctor CROGO6411/EPAO 1587, RTCD

Posts relacionados

Deixe um comentário

× Gostaria de agendar uma consulta?