Como tratar do prognatismo mandibular? Existe solução?

4 minutos para ler

Se você nota que está com o queixo a frente do restante do rosto, você pode ter prognatismo mandibular. Pensando nisso, o texto a seguir explica o que é e como tratar essa anomalia, que geralmente causa uma aparência “raivosa”, devido à protuberância do queixo em relação aos lábios.

Além disso, o texto explica por que tratar o prognatismo mandibular com o ortodontista, mostra quais são as limitações do tratamento preventivo e corretivo, em determinados casos clínicos, e detalha quais tipos dessa disfunção devem ser tratados com intervenção cirúrgica. Tem curiosidade sobre o tema? Comece a leitura já e tire as suas dúvidas!

O que é e por que o prognatismo mandibular afeta a saúde bucal?

Prognatismo mandibular é como se denomina a falta de harmonia entre ossos, músculos e dentes, em decorrência do crescimento excessivo da mandíbula em relação ao maxilar. O resultado da disfunção se reflete na estética do rosto do paciente, marcada pela mordida cruzada anterior e de perfil côncavo do rosto.

Dessa forma, o prognatismo mandibular afeta, principalmente, a autoestima da pessoa, mas também provoca complicações na saúde bucal e no funcionamento do organismo. Mas, não há nenhuma relação entre prognatismo e dor facial, dor de cabeça, ruídos na mastigação ou comprometimento de músculos mastigatórios.

Por que tratar prognatismo mandibular com um profissional?

Um dos sinais de prognatismo é o fechamento dos dentes incisivos inferiores em posição igual ou anterior à dos incisivos superiores, o que causa alterações ortofaciais (da dentição em relação ao rosto do paciente). No entanto, na maioria das vezes, o que surge não é o prognatismo e, sim, uma associação com retrognatismo do maxilar ou da maçã do rosto, que são, igualmente, tratados pelo dentista.

Devido à complexidade do problema, que afeta dentes, ossos e músculos bucais e faciais, o paciente não deve pensar duas vezes ao procurar ajuda do dentista para diagnosticar e tratar o problema adequadamente. Na clínica, o profissional vai analizar os exames clínico, história familiar e exames radiográficos para indicar ou não o tratamento ortodôntico ou cirúrgico.

Como tratar o prognatismo mandibular na clínica odontológica?

O tratamento para prognatismo mandibular depende de vários fatores, como o agravamento das deformidades e as causas ligadas ao problema. Com o diagnóstico precoce do problema, o profissional costuma indicar métodos ortodônticos, com aparelhos fixos que agem na movimentação dentária e tratam alterações na mandíbula e no maxilar.

Quiz InvisalignPowered by Rock Convert

Um MITO muito comum é achar que se a criança usar aparelhos na infância e na adolescência, quando os ossos do maxilar e da mandíbula se desenvolvem, o paciente poderia evitar a intervenção cirúrgica (a cirurgia ortognática).

Tanto para o caso de prescrição de cirurgia ortognática quanto para uso de tratamentos ortodônticos, você deve ficar atento ao planejamento e ao tempo de tratamento proposto pelo dentista, mantendo sempre a higiene bucal e o cuidado com as técnicas odontológicas que ajudam a tratar o prognatismo.

Neste texto, você entendeu o que é e como tratar o prognatismo mandibular, uma disfunção que envolve não só a estética mas, a harmonia de músculos, dentes e ossos, alterando a aparência facial e levando a complicações de saúde bucal. Entretanto, para tratar o mal-estar de forma adequada e ficar com um sorriso harmônico, consulte o seu dentista de confiança e tenha um diagnóstico preciso sobre o problema.

O artigo foi realmente útil para você, não é? Então, continue se informando sobre disfunções que comprometem a saúde bucal. Venha a nos seguir no instagram aparelho_invisivel_goiania e receba em primeira mão outros materiais interessantes sobre o assunto!

CDDr. Alberto dos R Condé Jr CROGO6411

Único Speaker/Professor, ao mesmo tempo, da Invisalign, Team1, Itero e Propel no Brasil

Odonto Condé / Condé Invisalign Doctor CROGO/EPAO 1587, RTCD 

Posts relacionados

Deixe um comentário

× Gostaria de agendar uma consulta?