Qual a relação entre saúde bucal e doenças do coração? Saiba aqui!

4 minutos para ler

A grande maioria das pessoas provavelmente já negligenciou os cuidados com a boca em algum momento da vida. O problema é que nem sempre estamos conscientes das consequências que isso pode nos causar, inclusive com relação à saúde bucal e doenças do coração.

Deixar essa questão de lado não causa apenas cáries ou mau hálito, mas compromete todo o nosso bem-estar. Até mesmo órgãos “distantes” podem ser afetados de forma significativa.

Você já pensou sobre isso? Então, leia o post a seguir para entender um pouco mais do assunto e atuar na sua prevenção!

Quais doenças do coração a má saúde bucal pode causar?

A relação entre esses dois fatores se dá quando as bactérias que estão na boca passam para a corrente sanguínea, podendo atingir o coração. Então, elas se aderem a alguma área lesionada e começam a causar inflamações na região podendo até matar.

Como resultado, diversas complicações podem surgir. Uma delas é que o quadro inflamatório tende a aumentar a produção da proteína C-reativa, que é muito associada aos acidentes cardiovasculares por estimular a formação de placas de gordura nos vasos sanguíneos.

Outra que costuma aparecer é a endocardite, uma infecção no tecido de revestimento interno do coração — o endocárdio. Para completar, temos a arteriosclerose(doença degenerativa da artéria), o infarto e os AVCs (acidentes vasculares cerebrais)  — que apesar muito negligenciado pelo paciente, é muito perigoso.

Enfim, o sistema cardíaco em geral pode ser obstruído pela ação dessas bactérias, provocando prejuízos às artérias e comprometendo toda a circulação sanguínea.

Aliás, quando o caso não é devidamente tratado, há a possibilidade de ocorrer um quadro de insuficiência cardíaca grave que acabe sendo fatal — ou seja, é preciso ter muita cautela.

Quais são os principais sinais de perigo?

Identificar os grupos de risco é um passo fundamental para tratar os problemas antes que eles evoluam e causem outras complicações. Sendo assim, é importante ficar de olho em sinais como:

Quiz Invisalign
  • gengivas muito vermelhas, inchadas e sensíveis;
  • sangramentos da gengiva em situações cotidianas, como ao escovar os dentes ou usar o fio dental;
  • pontos de infecção nas gengivas e em volta dos dentes, com a presença de pus;
  • mau hálito ou a sensação recorrente de estar com um gosto ruim na boca;
  • dentes se afastando ou ficando moles.

Esses sintomas indicam que há algo de errado com a saúde bucal e você precisa procurar por um cirurgião-dentista. Mas vale lembrar que o ideal é não esperar que isso aconteça.

Um dos maiores riscos nesse caso é quando o paciente apresenta algum tipo de problema sem ter a menor consciência, já que não tem o hábito de visitar o dentista e ainda não tem a devida atenção no seu dia a dia. Assim, é como deixar as portas abertas para as doenças, incluindo as do coração.

Como evitar esse tipo de problema?

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), mais de 17,5 milhões de pessoas morrem todos os anos por conta de problemas cardiovasculares, sendo que grande parte delas mantinha hábitos que não eram saudáveis.

É claro que as doenças cardíacas também possuem outras causas, contudo é melhor evitar que a saúde bucal precária seja uma das suas motivações, não é mesmo?

Portanto, é preciso ficar muito atento aos cuidados que mantemos diariamente com a nossa boca. Nesse sentido, as duas principais regras são fazer uma boa higienização todos os dias após as refeições e visitar o dentista regularmente.

Além disso, é bom seguir algumas dicas práticas para reduzir as chances de prejudicar a sua saúde e qualidade de vida:

  • não esquecer-se de passar o fio dental para ajudar a retirar os resíduos de alimentos, causadores da placa bacteriana;
  • manter uma alimentação nutritiva e equilibrada, procurando reduzir principalmente a quantidade de açúcar ingerido;
  • evitar o hábito de fumar, já que o tabaco é capaz de destruir a saúde da gengiva;
  • fazer limpezas mais profundas e preventivas com o dentista a cada seis meses.

Entendeu como funciona a relação entre saúde bucal e  doenças do coração? Se você gostou dessas dicas, aproveite para curtir nossa página do Facebook e continuar acompanhando outras publicações.

Att.,

CD Dr. Alberto dos R. Condé Jr.

CRO-GO 6.411 

Posts relacionados

Deixe um comentário

× Gostaria de agendar uma consulta?