Quando a cirurgia na gengiva é necessária? Entenda aqui!

3 minutos para ler

A gengiva é composta por uma camada especial de células que é ricamente vascularizada e que reveste o osso e serve de sustentação para os dentes. No entanto, questões estéticas e doenças que acometem essa região podem fazer com que surja a indicação de algum tipo de cirurgia na gengiva.

Após o diagnóstico e planejamento, se indicado, para o tratamento e a recuperação da gengiva retraída, chamada de retração gengival ou até do contrário, do excesso de gengiva, quando indicado, recomenda-se a cirurgia na gengiva, que é justamente o tema deste texto. Acompanhe a leitura e conheça os tipos de cirurgia mais comuns!

Retalhos gengivais

Essa cirurgia consiste em cortar o tecido gengival para facilitar a limpeza do dente mas, é sempre mutilador pois, a raiz passa a ficar bem mais exposta. Depois, realiza-se uma limpeza geral, que pode ser feita com ajuda de um aparelho ultrassônico ou de forma manual. Dessa maneira, há a remoção do tártaro, da placa bacteriana e da película abaixo das bolsas.

A cirurgia de retalhos gengivais é indicada para pacientes que apresentam bolsas periodontais acima de 5 milímetros de profundidade. Geralmente, enquadram-se nessa situação pacientes diagnosticados com periodontite severa.

Gengivectomia

Essa é uma cirurgia que tem a finalidade de fazer correções estéticas naqueles pacientes que apresentam um excesso de gengiva provocado por usar aparelho ortodôntico ou por algum problema durante o nascimento dos dentes.

A gengivectomia faz a remoção do excesso de gengiva e torna a proporção dos dentes com a gengiva mais harmônica. A cirurgia consiste em remover poucos milímetros do tecido gengival, fazendo com que a coroa dos dentes fique maior, mas, diferente da gengivoplastia ou plástica gengival, não envolve o osso, daí, tem sua indicação bem específica.

Gengivoplastia

Essa é considerada a cirurgia plástica da gengiva. Ela é recomendada para quem tem um sorriso que mostra mais a gengiva que deveria sendo que a proporção dente x gengiva está errada. 

Um detalhe importante que confunde muitos pacientes: a gengivoplastia é diferente da gengivectomia. Enquanto a primeira tem a finalidade de refazer o contorno da gengiva, remodelando até a base óssea abaixo da gengiva, a outra retira o excesso de gengiva do paciente.

 

Enxerto Conjuntivo Gengival

O procedimento dessa cirurgia consiste na retirada do excesso de tecido gengival e na reconstrução do contorno da gengiva ao redor dos dentes. Todo processo é realizado pelo cirurgião dentista.

Esses foram alguns tipos de cirurgia na gengiva. Vale destacar que antes de fazer qualquer um desses procedimentos, é recomendável alinhar os dentes. Isso porque, quando se corrige a mordida, o ortodontista tem condições de nivelar a gengiva e minimizar ou, até mesmo, evitar a cirurgia gengival. Por isso que o acompanhamento odontológico é imprescindível para o sucesso do procedimento. Outra indicação da ortodontia é reposicionar os dentes evitando traumas oclusais muito comuns na retração gengival.

Então, gostou deste conteúdo e quer saber mais detalhes sobre processos cirúrgicos que contribuem para melhorar sua saúde bucal? Entre em contato com a Odonto Condé. Somos uma clínica odontológica multidisciplinar localizada em Goiânia e apresentamos soluções inovadoras e personalizadas para atender às suas necessidades.

Att.,

 

Odonto Condé / Condé Invisalign Doctor CROGO/EPAO 1587, RTCD 
Dr. Alberto dos R Condé Jr 
CROGO6411 

 

Posts relacionados

Deixe uma resposta

× Gostaria de agendar uma consulta?