Restauração ou implante: qual é o melhor tratamento?

3 minutos para ler

Todos querem ter um sorriso bonito e perfeito. Afinal, ele é um dos melhores cartões de visita que podemos apresentar. Mas para conseguir esse resultado, muitas são as propostas de tratamento. Em alguns casos, fica a dúvida: restauração ou implante – qual é o mais adequado para a minha situação?

Para responder essa pergunta, nada melhor que conhecer cada um deles. Então, saiba agora mesmo quais são os benefícios de cada um e como descobrir qual desses tratamentos é o mais apropriado para solucionar o seu problema. Confira!

O que é restauração? 

A restauração é um dos procedimentos mais comuns em Odontologia. 

Nela, o dentista remove a parte deteriorada do dente, limpa essa área e preenche o espaço com material adequado.

Com esse procedimento, o espaço que a bactéria poderia usar para se infiltrar é fechado, prevenindo uma deterioração posterior. 

Geralmente são utilizados materiais como porcelana, resina ou cerômero.

A vantagem desse procedimento é sua simplicidade, porém ele não é definitivo. Depois de algum tempo, é necessário trocar essas restaurações. 

O tempo para a troca varia de acordo com o material utilizado, a manutenção bucal diária e outros hábitos saudáveis mantidos pelo paciente. 

O que são implantes dentários?

Já no caso dos implantes dentários, a peça de metal biocompatível é posicionada cuidadosamente na região sem dente abaixo da gengiva por meio de um procedimento cirúrgico.

Esses suportes substituem as raízes dentárias e permitem que o dentista monte dentes substitutos sobre eles. 

Quiz Invisalign

São indicados para substituir pontes ou dentaduras convencionais, pois ao contrário desses, os implantes ficam realmente fixos quando a pessoa se alimenta ou fala. 

Para a realização do implante, algumas condições são necessárias: a pessoa precisa ter gengivas saudáveis e os ossos têm que ter condições de sustentar o implante.

Embora sejam procedimentos de custo maior do que as restaurações, e não cobertos por convênios, valem a pena quando bem indicados e feitos por um dentista competente.

Quando se considera o conforto, como já foi mencionado, eles permitem a realização de qualquer atividade diária sem os desconfortos ou constrangimentos causados pelas dentaduras ou pontes, e na parte estética, a diferença é quase imperceptível. 

Na verdade, a sensação do paciente é que ele tem sua arcada dentária perfeitamente normal, exigindo os mesmos cuidados dos outros dentes.

Restauração ou implante?

É possível perceber, então, que existe uma grande diferença entre os dois procedimentos. 

Enquanto o primeiro é um procedimento simples, indicado para situações comuns, como cáries, os implantes são realizados em casos mais complexos, que envolvem a ausência ou a substituição de dentes. 

Como saber qual é a minha necessidade? 

Apesar de a indicação ser bastante distinta, como vimos nos tópicos anteriores, sempre o direcionamento para qualquer tratamento odontológico precisa ser feito pelo dentista, que é devidamente habilitado para isso.

Apenas esse profissional tem a qualificação necessária para avaliar o estado de sua dentição e orientá-lo quanto às melhores alternativas para a solução, considerando todas as possibilidades. 

E então, entendeu a diferença entre restauração ou implante? Compreendeu a indicação de cada um deles? Pois se você também é uma dessas pessoas que valoriza seu sorriso, assine agora mesmo a nossa newsletter  ou peça para receber nosso conteúdo em vídeo pelo nosso WhatsApp (62) 9 84008882

Posts relacionados

Deixe um comentário

× Gostaria de agendar uma consulta?