Você sabe o que é perda óssea? Descubra aqui e evite!

4 minutos para ler

A perda óssea é um problema bucal que deve ser analisado com toda a atenção e cuidado pelo dentista no consultório odontológico, pois, muitas vezes, se trata de um assunto complexo para o paciente, que afeta sua autoestima, a estética, o alinhamento dos dentes e até mesmo a mastigação.

Quer saber mais sobre a perda óssea? Continue a leitura e saiba mais detalhes!

O que é a perda óssea?

Para entender o problema, é preciso conhecer as estruturas bucais: o dente é dividido em coroa (sua parte visível) e raiz (mais discreta, de cor amarelada, protegida pela gengiva e tecido ósseo alveolar).

Esse tecido é o que garante a sustentação do dente e o mantém resistente durante a mastigação. A perda óssea acontece quando ele se desgasta e perde altura. Em casos mais avançados, isso pode provocar até mesmo a perda do dente.

Quais são as suas principais causas?

Doenças como diabetes e osteoporose podem representar um fator de risco para a perda óssea dentária, assim como a idade avançada. Mas, na maioria dos casos, a maior vilã é a má higiene bucal e o mal posicionamento dental, que permite a proliferação de bactérias, facilitando a ocorrência de cáries e gengivite.

Quando a inflamação da gengiva avança, atinge a estrutura que sustenta o dente, provocando a periodontite, um quadro mais sério que pode ter como consequência a perda dentária. O problema é que, muitas vezes, a pessoa demora a procurar o dentista, o que piora a situação. Sem contar que, com interferências oclusais, o osso perde sustentação e, se já existe doença periodontal, o avanço da perda é ainda maior.

Outra causa bastante comum para o problema é o desalinhamento dos dentes. Quando eles estão tortos, isso propicia o acúmulo de alimentos, além de dificultar a higiene bucal, situação que facilita o surgimento de cáries e processos inflamatórios.

Quais as consequências?

Quando esse quadro se instala, a gengiva se retrai, dando a impressão de dentes alongados. É comum que o paciente tenha sangramentos e hipersensibilidade no local, já que as raízes estão expostas, além de mau hálito.

Quiz Invisalign

Como o problema compromete a estrutura da boca, os dentes podem se movimentar, agravando o desalinhamento, o que resulta em problemas de mastigação e fala. Nos casos mais avançados, o comprometimento é maior, levando à perda do dente.

Quais os tratamentos?

O tratamento odontológico ideal varia de acordo com a gravidade do problema. Em casos mais brandos, o dentista faz a descontaminação da superfície radicular, o exame clínico e analisa o raio-X da região afetada.

Nos casos mais complexos, pode ser necessária a reconstrução óssea, feita por meio de uma cirurgia, na qual o profissional executa a limpeza da raiz do dente e faz a aplicação do biomaterial — material capaz de recuperar apenas parte do osso e devolver o mínimo de saúde para a região, quando já não é “tarde demais”.

Como prevenir a perda óssea dentária?

O mais indicado é sempre fazer a higiene bucal de forma correta, sempre após as refeições e antes de dormir. Além disso, é essencial fazer uso do fio dental e visitar o dentista periodicamente para uma avaliação mais completa.

Para evitar danos à gengiva e a perda óssea, faça uso de uma escova de cerdas macias, com movimentos suaves. Caso você tenha dentes desalinhados, busque o acompanhamento de um profissional de confiança para fazer o tratamento ortodôntico.

Se você gostou do nosso post, não deixe de consultar o dentista e manter o cuidado com os seus dentes e veja também como harmonizar dentes e gengiva para ter seu melhor sorriso possível!

Att.,

CD Dr. Alberto dos R. Condé Jr.

CRO-GO 6.411

Posts relacionados

Deixe um comentário

× Gostaria de agendar uma consulta?